top of page

Lipoma

Lipoma



VER AS IMAGENS: https://www.skinprime.com.br/atlas-de-imagens-1/lipoma

São tumores subcutâneos formados de adipócitos que podem ser envolvidos ou não por cápsula conjuntiva. Geralmente estão localizados nos tecidos subcutâneos da cabeça, pescoço, ombros e costas. Os lipomas foram identificados em todas as faixas etárias, mas geralmente aparecem pela primeira vez entre 40 e 60 anos de idade. Esses tumores de crescimento lento, quase sempre benignos, geralmente se apresentam como massas não dolorosas, redondas e móveis, com uma sensação macia e pastosa característica.

ETIOLOGIA: A etiologia dos lipomas continua a ser investigada. Uma incidência aumentada está associada a diabetes, obesidade e hipercolesterolemia. Existem também relatos de casos congênitos em crianças e traumas na região em que os tumores se desenvolvem. É válido ressaltar que existem alguns fatores de risco/síndromes associadas a ele, como a Síndrome de Gardner, Síndrome de Madelung, a síndrome de Bannayan-Riley-Ruvalcaba e a síndrome de Dercum (Adipose dolorosa). Um relato de caso também já levantou uma possível relação dos lipomas com inibidores de proteases, tendo em vista o papel dessas no metablismo de lipídios.

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS E DIAGNÓSTICO: Os lipomas geralmente se apresentam como massas não dolorosas, redondas e móveis, com uma sensação macia e pastosa característica. A pele sobrejacente parece normal. Os lipomas geralmente podem ser diagnosticados corretamente apenas pela aparência clínica. Microscopicamente, os lipomas são compostos de adipócitos maduros dispostos em lóbulos, muitos dos quais circundados por uma cápsula fibrosa. Ocasionalmente, um lipoma não encapsulado se infiltra no músculo e, nesse caso, é chamado de lipoma infiltrante. Quatro outros tipos de lipomas podem ser observados em uma amostra de biópsia. Os angiolipomas são uma forma variante com proliferação vascular coexistente. Os angiolipomas podem ser dolorosos e geralmente surgem logo após a puberdade. Os lipomas pleomórficos são outra variante na qual células gigantes multinucleadas bizarras são misturadas com adipócitos normais. A apresentação dos lipomas pleomórficos é semelhante à de outros lipomas, mas ocorrem predominantemente em homens de 50 a 70 anos. Uma terceira variante, lipomas de células fusiformes, tem células fusiformes delgadas misturadas em uma porção localizada de adipócitos de aparência regular. Uma variante recentemente descrita de lipoma superficial, o adenolipoma, é caracterizada pela presença de glândulas sudoríparas écrinas no tumor gorduroso; este tipo está frequentemente localizado nas partes proximais dos membros.


DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL: Cisto epidermoide, Tumores subcutâneos, Fasciite nodular, Lipossarcoma, Doença metastática, Eritema nodoso, Necrose gordurosa subcutânea nodular, Paniculite de Weber-Christian, Nódulos vasculíticos, Nódulos reumáticos e Sarcoidose apresentam-se como diagnósticos diferenciais.


TRATAMENTO: De modo geral, lipomas pequenos e indolores dispensam tratamento, até porque eles costumam desaparecer espontaneamente em parte significativa dos casos. No entanto, o tratamento passa a ser indicado nas seguintes situações:
As lesões são dolorosas ou sua localização é incômoda demais;
Representam comprometimento estético ou funcional;
Crescem rapidamente;
Deixam dúvidas sobre seu caráter benigno.
Não existe tratamento por via oral. Injeções de esteroides e lipoaspiração do tecido adiposo são condutas terapêuticas possíveis que podem oferecer bons resultados. Na maior parte dos casos, porém, a extração cirúrgica do lipoma é o procedimento mais utilizado. Se por um lado, ele tem o inconveniente de deixar cicatrizes, por outro, pode ser realizado com anestesia local, sem a necessidade de internação hospitalar. Outra vantagem é que a recorrência da lesão praticamente inexiste, desde que ela seja removida completamente junto com a cápsula fibrosa.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

2002 Mar 1;65(5):901-4. Lipoma excision Gohar A Salam 1 PMID: 11898962
https://www.aafp.org/pubs/afp/issues/2002/0301/p901.html

ICD10CM: D17.9 – Benign lipomatous neoplasm, unspecified SNOMEDCT: 93163002 – Lipoma Laurie Good MD, Lynn McKinley-Grant MD, Aída Lugo-Somolinos MD, Lowell A. Goldsmith MD, MPH
https://www.visualdx.com/visualdx/diagnosis/?moduleId=101&diagnosisId=51871

11 de agosto de 2020 ; LIPOMA
https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/lipoma/

Atualizado em 04/11/22

whatsapp-icone-2.png
bottom of page