(81) 3325.5152
-----
   
Eritema Fixo Medicamentoso


 

Imagens

Eritema pigmentar fixo ou erupção fixa medicamentosa é forma freqüente de erupção por droga, caracterizando-se por mancha eritematopigmentar, redonda ou oval, bem delimitada, que recidiva sempre no mesmo local, mesmo que apareçam novas lesões simultaneamente em outras áreas.

Etiopatogenia. Seu mecanismo etiopatogênico, provavelmente alérgico, não está totalmente esclarecido. Sabe-se que qualquer droga pode causar eritema fixo, porém os principais responsáveis são os analgésicos-antipiréticos (dipirona e salicilatos), fenilbutazona, tetraciclinas, barbitúricos, sulfas, anovulatórios, meprobamato e fenolftaleína.

Manifestações clínicas e diagnóstico. Caracteriza-se por lesão macular de coloração eritêmato-arroxeada, geralmente arredondada, com limites nítidos, medindo alguns centímetros de diâmetro. A lesão pode ser purpúrica, urticada ou bolhosa nos quadros mais severos. Gradualmente, o eritema esmaece, aparecendo pigmentação melânica acastanhada, que desaparece no período de algumas semanas. Há sintomas de prurido e sensação de queimor. A intensidade do quadro depende da freqüência de ingestão da droga. Quando ocorrem sucessivas exposições, a pigmentação pode tornar-se permanente e surgirem novas lesões em outras áreas. A presença de numerosas lesões é referida como eritema pigmentar fixo generalizado e pode ser difícil diferenciá-lo do eritema polimorfo. Ainda que possam aparecer em qualquer parte, palmas, plantas e mucosas são as regiões mais acometidas. A forma linear é uma variante rara que deve ser diferenciada do líquen plano linear.
Elemento importante para o diagnóstico é a recidiva da lesão, no mesmo local, após reexposição à droga responsável, devendo ser feita investigação minuciosa com o paciente para descoberta e exclusão do agente desencadeante. Às vezes, longo período de tempo decorre, com surtos repetidos, para que seja elucidado o agente causal.

Tratamento. Tem como objetivo descobrir e afastar a droga responsável. Nos casos onde há bolha com infecção secundária, deve-se usar compressas antissépticas e pomadas com antibióticos.            

Imagens

 

SUGESTÕES DE LEITURA

 

   
A fixed drug eruption to baralgin (dipyrone) tablets
   
Erytheme pigmente fixe. A travers une serie hospitaliere de 13 cas
   
Vulvar fixed drug eruption. A report of 13 cases.
   
Fixed drug eruption due to ibuprofen.
   
Expansion of IL-10-producing CD4+ and CD8+ T cells in fixed drug eruption.
   
Fixed drug eruption in Nigeria.
   
Possible role of Fas/Fas ligand-mediated apoptosis in the pathogenesis of fixed drug eruption.