Bebê Colódio

Bebê Colódio

    bebe_colod_peq_03

                                                                            Atlas Bebê Colódio

Termo usado para descrever a aparência transitória ao nascimento e no período neonatal de uma criança que subseqüentemente, em geral, evolui para a ictiose autossômica recessiva. Dez por cento curam espontaneamente.

Uma pequena parcela desses casos transforma-se em ictiose autossômica dominante, ictiose recessiva ligada ao cromossoma X, ictiose linear circunflexa ou síndrome de Conradi. A pele tem aspecto coloidal devido ao espessamento da camada córnea, sendo tensa, brilhante, lembrando a pele de uma salsicha. Esse envoltório é eliminado nas duas primeiras semanas de vida através  de descamação em grandes lâminas sendo substituído por pele com escamas finas, às vezes eritematosa.

O bebê colódio apresenta eclábio, ectrópio e orelhas deformadas. Aproximadamente 30% dos casos de bebê colódio falecem em consequência de infecção ou insuficiência respiratória. O tratamento do bebê colódio inclui incubadora com alta umidade (evita perdas transepidérmicas) e oxigênio.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *